Quem Somos

      Para entender quem somos é preciso fazer um breve resgate histórico do que ocorria no país quando o SINDALESP (Sindicato dos Servidores Públicos da Assembleia Legislativa e do Tribunal de Contas do Estado e São Paulo) iniciou suas atividades. A história da fundação do sindicato está diretamente ligada à redemocratização do país.  Nascemos na efervescência política do início da década de 90, logo após a promulgação da Constituição Federal, a qual trouxe liberdade ao movimento sindical e possibilitou a sindicalização dos servidores públicos.

      O direito à livre associação sindical do servidor foi assegurado no artigo 37, inciso VI, da Constituição Federal de 1988. Até então era proibido a organização sindical de servidores públicos. Exatamente sete anos depois da promulgação da Carta Magna, em 14 de março de 1995, foi realizada a Assembleia Geral de fundação do SINDALESP.

      O sindicato surgiu da fusão de duas outras entidades: o SINFALESP (Sindicato dos Funcionários da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) e o SISALESP (Sindicato dos Servidores da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo).  O primeiro presidente provisório do SINDALESP foi o servidor Waldemar Domingos. 

       Primeiras mobilizações

       Vale lembrar que, antes da fundação do sindicato, os servidores da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) já participavam de mobilizações pontuais. Porém, depois de conquistarem seus objetivos eles se desmobilizavam.  Nesse período, dois movimentos foram marcantes. O primeiro, o Movimento Pró-Creche, no início dos anos 80. Outro, entre fins de 1992 e início de 1993, foi a Campanha Pró-Gratificação Legislativa.

        Perseverança

        Os primeiros anos de existência da entidade foram de aprendizado.  A princípio os diretores não tinham experiência de organização sindical. Por causa das características próprias de uma Casa essencialmente política, como é o Parlamento, sempre reforçavam certa tendência paternalista, onde quem tinha mais habilidade se ligava a um deputado que o apadrinhasse e, com sorte, ia ascendendo na, digamos, “carreira”.

        As reivindicações também eram complicadas porque não havia métodos objetivos de evolução funcional, promoções por mérito ou por aferição de desempenho e conhecimentos.  Os concursos públicos eram raros e na maioria dos casos, apenas para determinados cargos de baixa remuneração.

       Conquistas

       As primeiras diretorias da entidade foram insistentes nas lutas e aos poucos foram melhorando a organização funcional, regulamentando benefícios, incluindo medidas de melhorias de qualidade de vida e conquistando melhores salários para os servidores.

O progresso na vida dos servidores, depois da fundação do sindicato foram muitos. A entidade também qualificou o atendimento aos filiados passando a oferecer Departamento Jurídico, Farmácia do Servidor e instituiu diversos convênios.

      Com o passar dos anos, o SINDALESP se consolidou como organização política e ganhou destaque em diversas ocasiões. Sempre esteve à frente de protestos e mobilizações de defesa de direitos de servidores, inclusive de outras categorias.

       A cada ano, o sindicato, somou uma nova conquista de direitos e benefícios, modernizou o discurso nas negociações e se adequou as necessidades de servidores ativos e aposentados.

     Representatividade

      A entidade também manteve atenção constante as mudanças propostas pelos governos, principalmente as que têm o objetivo de precarizar os serviços públicos e colocar em risco os direitos adquiridos pelos servidores.

      No dia 30 de abril de 2019, na gestão do presidente Filipe Leonardo Carriço, o sindicato recebeu a certidão sindical do Cadastro nacional de Entidades Sindicais, o qual conferiu ao SINDALESP representatividade de servidores públicos ativos, inativos, aposentados e pensionistas da Alesp e do TCE em todo o Estado de São Paulo, consolidando a representatividade da entidade.

       O SINDALESP chegou aos 26 anos de fundação com uma evolução visível em todos os sentidos. A entidade fortaleceu a categoria e deu voz ao servidor, principalmente nas Campanhas Salariais.

      Atualmente o SINDALESP é referência no movimento sindical. Somos um sindicato forte, orgânico, coerente e comprometido com a defesa da categoria e dos direitos de todos os servidores. Continuamos firmes em nossa missão, defendendo direitos e ampliando conquistas.